.posts recentes

. Carência

. Vida

. Lascas...

. Poeira agitada

. Silêncio

. Passarinho

. Cair, se ferir, levantar

. Deve ser

. Inspiração

. Areia

.arquivos

. Agosto 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

Vontade

 

Os meus poros transpiram a vontade de ser,
Minha alma anseia em vencer por querer,
Paro e penso, tenho devaneios,
Procuro um meio de ser, despenteio-me!
 
Há luzes no fim do túnel da vida,
Há chances merecedoras de atenção,
Questiono “mi alma” porque não deixo de lado as feridas,
Passo então a ter passos firmes, cabeça erguida.
 
Há um bloqueio antes das luzes,
Há um querer esmagado no chão,
Preciso tira-lo dali, colocar em prática,
Tudo aquilo que manda meu coração.
 
Eu sou forte, eu penso assim,
Meio que acredito nas mentiras que crio,
Não são tão mentiras assim,
Afinal, de coragem e fortalezas eu mesmo vivo...
 
Sou uma incógnita, sou um rio claro,
Sou um cheiro doce, sou o que não desperta o  faro,
Sou intensa, sou dramática,
Sou o cético, sou a falaça.
 
Dou dez passos, volto três,
Insegurança, afirmação,
Preciso expurgar isso! Não tem razão!
Preciso ser precisa, é a minha vez!
 
Um dia coloco o expurgo em prática,
Esse “novo” é próximo, tem de ser!
Tem que ser tão perto, tão preciso,
Tem que gerar frutos,  tem que crescer.
 
Salve os meus tropeços,
Salve as minhas contradições,
Salve a minha fé,
Salve o querer as revoluções!
 
 
 
 

publicado por fitasdecetim às 18:50

link do post | comentar | favorito
|

.Marian?

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.tags

. todas as tags

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds